Sinopse

Laureado por suas contribuições no campo da Astronomia, Camille Flammarion apresenta, em Narrações do infinito, uma síntese das realidades siderais ocultas no firmamento. Breve e monumental, racional e poética, a obra se utiliza de princípios científicos e conhecimentos astronômicos para, com lirismo, apontar na própria Criação a inteligência onipotente de Deus. Em um diálogo entre mestre e discípulo, o sábio Lúmen, recém-desencarnado, lega a Quoerens suas impressões do Mais-Além: liberto do corpo, dera início a uma viagem pelos confins do Espaço, constatando, à luz da Ciência, da lógica e do bom senso, a pluralidade dos mundos habitados, as leis Divinas que tudo regem e a beleza transcendental do Universo. Ante as imensidades cósmicas, reconhece o leitor, as grandezas mundanas lembram flores rasteiras ao chão, os conquistadores terrenos, tempestades passageiras, e nosso planeta Terra – a Terra! nobre e linda –, insignificante átomo aos pés do Infinito.